Gonzalo Higuaín regressou, esta sexta-feira, a Itália depois de ter estado junto da mãe durante o período de quarentena.

Recorde-se que a partida do argentino deu azo a alguma polémica, depois de em março o jogador ter sido autorizado a viajar após ser testado ao novo coronavírus.

O motivo invocado pelo dianteiro foi o estado de saúde da mãe, desmentido que tivesse violado qualquer tipo de restrição para viajar até ao seu país natal.

Ora, Higuaín tal como o português Cristiano terá que cumprir agora um período de quarentena de cerca de 14 dias antes de regressar aos treinos da 'vecchia signora'.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.