A Roma venceu hoje o Inter de João Mário, por 2-1, juntando-se ao quarteto de terceiros classificados na Liga italiana de futebol, cumpridas sete jornadas, enquanto o rival está no trio de sétimos.

Com o ex-sportinguista discreto e a sair aos 60 minutos, os romanos adiantaram-se no marcador pelo ponta-de-lança bósnio Dzeko (05).

No segundo tempo, o argentino Banega (72) empatou em lance individual, mas, na sequência de livre, Manolas (76) cabeceou com a bola a desviar num contrário e a trair o guarda-redes, colocando o definitivo 2-1.

Roma junta-se a Chievo, Lazio e AC Milan no grupo de terceiros, com 13 pontos, a um do Nápoles e a cinco da líder e pentacampeã Juventus, enquanto o Inter reparte a sétima posição com Génova e Torino, com 11 pontos.

O AC Milan salvou-se por pouco de um pesadelo, já que depois de ter inaugurado o marcador frente ao Sassuolo, permitiu a reviravolta (1-3), que apenas contrariou com três golos nos últimos 21 minutos, que resultaram em invulgar 4-3.

Bonaventura (09) deu a vantagem inicial, mas Politano (10), Acerbi (54) e Pellegrini (56) consumaram a surpreendente reviravolta.

A recuperação começou em penalti do colombiano Carlos Bacca (69), seguido de tentos de Locatelli (73) e Paletta (77).

A Fiorentina de Paulo Sousa voltou a perder, desta vez por 2-1 em casa do Torino, que integra o trio de sétimos classificados com 11, enquanto a formação ‘viola’ é 14.ª com oito.

O espanhol Falqué (15) e Benassi (60) marcaram para os anfitriões, de nada valendo a resposta tardia do senegalês Babacar (84).

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.