Em comunicado, a FIGC informou que o treinador português proferiu "vários insultos contra Andrea Ramazzotti", jornalista do diário desportivo Corriere dello Sport, e chegou "a agarrar no braço" deste no final da partida.

Em consequência, FIGC aplicou, ainda, uma multa ao Inter de Milão de 20 000 euros, pela sua "responsabilidade objectiva" no incidente.

Este ocorreu depois do jogo da Liga italiana entre o Inter e a Atalanta, a 13 de Dezembro de 2009, que terminou com um empate (1-1), no qual José Mourinho não pôde sentar-se no 'banco' por estar suspenso, tendo acompanhado o encontro a partir da bancada.

Segundo o Corriere dello Sport, o treinador português dirigiu-se ao jornalista sem que tivesse sido previamente provocado, proferiu alguns insultos e encostou-o ao autocarro do Inter antes de ser afastado por algumas testemunhas do incidente.

Na altura, Mourinho admitiu ter insultado o jornalista, depois de lhe dito para se afastar da zona do autocarro, mas negou que o tivesse agredido.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.