José Mourinho passou por diversos estados de espírito no mesmo jogo. Primeiro, goleou. Depois, sofreu. No final do jogo, venceu. A sua equipa bateu esta noite o Palermo, por 5-3, e recolocou a vantagem da sua liderança para quatro pontos face à Juventus, após 10 jornadas.

Nos primeiros 45 minutos, tudo saiu bem aos nerazzurri, sustentados pela total inépcia do Palermo nesse período e pela inspiração de Eto'o e Balotelli no ataque. Os dois jogadores bisaram e deixaram antever um passeio até ao fim do encontro.

Puro engano. Na segunda parte, Miccoli e companhia inverteram os papéis com a formação de Milão. Da inépcia à acutilância foi um curto passo e o Palermo reduziu para 4-3 em menos de 20 minutos. O ex-avançado do Benfica marcou aos 49' e 67', tal como Hernández, aos 61'.

Os adeptos nerazzurri temiam então o pior, num jogo em que se adivinhava apenas o avolumar da goleada na etapa complementar. No entanto, aos 83 minutos, Diego Milito acabou com o suspense e resolveu o jogo com um desvio certeiro já na pequena área, depois de uma excelente jogada individual de Maicon.

O Inter volta a jogar para a Série A já neste domingo, às 14h00, diante do Livorno.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.