Com os dois portugueses titulares, o Génova não conseguiu evitar que o Nápoles, que ainda não perdeu fora, obtivesse o golo solitário aos 31 minutos.

Num livre na direita do ataque dos napolitanos, Miguel Veloso não acompanhou Hamsik, que, de cabeça, fez o golo, sem que Eduardo tenha conseguido esboçar uma reacção.

Miguel Veloso acabou por ser admoestado com o cartão amarelo aos 36 minutos, pouco antes de ter sido substituído por Mesto, aos 42.

O Napóles ficou reduzido a 10 unidades aos 85, depois da expulsão de Pazienza.

A formação napolitana tem 30 pontos, menos três do que o líder AC Milan, que visita o Bolonha no domingo de manhã.

A Lazio de Roma, que também joga no domingo em Turim, frente à Juventus, também soma 30 pontos, mas tem menos um jogo e, se pontuar, recupera a segunda posição.

O Génova é 10.º com 21 pontos e pode perder mais posições, caso Chievo Verona e Bolonha vençam.

Nos outros dois encontros da ronda igualmente antecipados para hoje, o Palermo superou o Parma, por 3-1, e a Udinese desembaraçou-se da Fiorentina, por 2-1.

Em Palermo, o Parma marcou primeiro, através de Lucarelli (sete minutos), mas Pinilla, antigo jogador do Sporting, repôs a igualdade (51), para, 10 minutos depois, Miccoli, antigo jogador do Benfica, fazer o 2-1. Kasami fez o 3-1, aos 89.

Em Udine, a Fiorentina inaugurou o marcador com um golo de Santana (31), mas a Udinese operou uma reviravolta, com Armeno (63) a empatar e Di Natale (80) a "selar" a vitória por 2-1.

A 16.ª jornada completa-se no domingo.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.