Exames hoje efectuados em Milão revelaram um estiramento do ligamento colateral interno do joelho, uma lesão que, apesar de grave, não vai obrigar, contudo, ao recurso a uma intervenção cirúrgica, embora o tempo de paragem previsto seja de um mês.

Quaresma foi titular contra todas as previsões, tendo realizado uma excelente exibição que justificou, inclusive, elogios do próprio José Mourinho, treinador do Inter, mas na segunda parte foi substituído aos 73 minutos por Mancini, por se queixar de dores no joelho direito.

No final do jogo, José Mourinho comentou a atribuição do prémio Bidão de Ouro a Quaresma, que premeia o pior jogador da Liga italiana, à semelhança do que sucedera a época passada.

"Quando vencemos em Kiev todos disseram que eu era o maior, mas não acredito nisso, como também não acreditei no que disseram sobre mim após a derrota com o Barcelona", disse Mourinho numa alusão ao caso de Quaresma, fustigado pela crítica italiana.

O treinador português "nunca pensou" que Quaresma "fosse um bidão", tal como hoje não pensa que "seja o melhor jogador do mundo", mas reconheceu que fez "um grande jogo" contra a Fiorentina.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.