"Ranieri está sempre a chorar e fica sempre feliz com um empate. Quem for para casa feliz, é porque não tem muito amor próprio nem grande ambição", afirmou José Mourinho, após mais um duelo com Claudio Ranieri, técnico com o qual mantém uma relação tensa.

Já o transalpino respondeu com ironia às palavras de 'Il Speciale': "Tem sempre razão, é um grande treinador e comunicador, não tenho nada contra ele, mesmo que diga que tenho 70 anos e tenha vencido apenas uma taça. Na verdade, tenho quatro, uma delas fazendo muitos golos ao Barcelona de quem ele era adjunto."

Relativamente ao embate entre as duas equipas, os dois treinadores mostraram opiniões completamente antagónicas. "O jogo esteve perto de ser péssimo. Nós não fizemos o suficiente para vencer, eles não queriam mesmo ganhar. E a terceira equipa, a de arbitragem, apitou cinquenta vezes quando podia tê-lo feito por cinco ocasiões e eu não gostei", frisou José Mourinho, sem poupar nas críticas à sua própria equipa. "No final, o árbitro devia ter dado sete minutos de descontos e deu apenas três. Talvez o empate fosse um resultado que lhe convinha ou talvez concorde comigo, que este jogo não merecia continuar", acrescentou.

Por sua vez, o técnico romano elogiou a exibição dos seus jogadores, atacando a dureza do Inter na partida. "Foi uma excelente Roma. Colocámos-lhe muitas dificuldades e eles fizeram o dobro das nossas faltas. Tudo bem que se jogue com o físico, mas assim tanto... Eles são grandes, poderosos e prepotentes. Se lhes permitem fazer isto, e não são avisados, sucede isto. Havia uma equipa a jogar futebol e outra cometer faltas, surpreende-me que Mourinho se lamente do árbitro", vincou Ranieri.

A finalizar, José Mourinho voltou a concentrar as suas atenções em Mario Balotelli, de quem espera muito mais, mas mostra-se céptico quanto a essa possibilidade: "Esteve perto do zero, não gostei. O problema é que não se sabe o que esperar dele. Pode dar-me muito ou dar-me nada. Já usei várias estratégias. Já estive mais próximo ou mais longe de Balotelli, fui mais brando ou agressivo com ele. Tentei tudo e agora espero uma resposta. Melhorou, mas com o talento que tem devia ter evoluído mais", concluiu.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.