A Juventus emitiu esta quarta-feira um comunicado no seu site oficial no qual revela que Paulo Dybala já testou negativo para o coronavírus, mais de um mês depois de ter confirmado que tinha sido infetado.

"Paulo Dybala realizou, de acordo com o protocolo, a verificação dupla com testes de diagnóstico para o coronavírus COVID-19. Os exames deram negativo. O jogador está, portanto, curado e não está mais sujeito ao regime de isolamento em casa", refere o clube de Turim.

Pouco depois da emissão do comunicado, o próprio jogador recorreu à rede social Twitter para reagir ao sucedido. "Muito se falou nas últimas semanas ... mas posso finalmente confirmar que estou curado. Mais uma vez obrigado a todos pelo apoio e muito incentivo a todos que ainda sofrem com isso. Um abraço a todos!", escreveu Dybala.

Esta terça-feira, a Juventus tinha já informado que Daniele Rugani e Blaise Matuidi, dois outros jogadores do clube que tinham testado positivo ao novo coronavírus, já tinham acusado negativo à COVID-19.

Dybala, que esteve estas semanas em casa, em Turim, com a namorada Oriana Sabatini, pode agora começar a treinar individualmente, como ditam as atuais regras sanitárias em Itália, no centro desportivo do clube.

Depois de Estados Unidos e Inglaterra, a Itália é o terceiro país do mundo com mais mortes, 29.315, tendo ainda mais de 213 mil casos de infetados.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 257 mil mortos e infetou quase 3,7 milhões de pessoas em 195 países e territórios.

Mais de um 1,1 milhões de doentes foram considerados curados.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.