No texto, o presidente do Nápoles, Aurélio de Laurentiis classifica a decisão como "indispensável" para conseguir impulsionar a equipa, que domingo perdeu com o Roma por dois golos a um e que está actualmente em 15.º lugar.

"Uma decisão indispensável para dar um no impulso à temporada 'azzurra' e uma chave futura para os próximos cinco anos", segundo De Laurentiis.

No comunicado, o Nápoles agradece o trabalho efectuado por Donadoni, que treinava o clube desde Março de 2009 e que dirigiu anteriormente clubes como o Génova e o Livorno, e deseja-lhe êxitos na sua carreira.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.