A Roma anunciou, esta terça-feira, que Paulo Fonseca não vai continuar no clube na próxima época.

"Em nome de todos na Roma, gostaríamos de agradecer a Paulo Fonseca pelo trabalho árduo e liderança ao longo destes dois anos. O Paulo conduziu a equipa pelo meio de vários desafios, como a pandemia da COVID-19 e uma mudança de propriedade do clube. E fez tudo isso com generosidade, sentimento de justiça e carácter", afirmou o presidente dos 'giallorossi', Dan Friedkin, citado pelo site oficial do clube.

Paulo Fonseca chegou a Itália no verão de 2019, após orientar o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia. "Nestes dois anos vivemos altos e baixos, mas sempre dei o meu melhor por este clube e por esta cidade, que me acolheu muito bem", começou por dizer o português.

"Quero agradecer a todos os adeptos da Roma, às pessoas que trabalham connosco no Trigoria, aos jogadores, àqueles que nos apoiaram neste caminho, em particular ao Dan e Ryan Friedkin pelo apoio contínuo desde que chegaram e a Tiago Pinto, um excelente profissional, a quem desejo o melhor na sua trajetória neste clube. Ainda temos jogos muito importantes para vencer nesta temporada e vamos dar o nosso melhor como sempre. Obrigado Roma", acrescentou.

O anúncio da saída de Paulo Fonseca no final da temporada acontece após a pior fase da equipa, que, nos últimos seis jogos, perdeu quatro e empatou dois, um dos quais a ditar praticamente a eliminação nas meias-finais da Liga Europa.

No jogo da primeira mão, em Old Trafford, a equipa perdeu por 6-2, estando o segundo jogo agendado para quinta-feira, no Estádio Olímpico de Roma.

Na Série A, os romanos não vencem há quatro jornadas, com um empate e três derrotas, a última das quais no domingo em casa da Sampdoria (2-0), num cenário que deixou a equipa praticamente a lutar só pela vaga na futura Liga Conferência Europa (LCE).

A quatro jornadas do final do campeonato, a Roma é sétima classificada, a nove pontos da rival Lazio, no sexto e último lugar de acesso à Liga Europa.

“Quero agradecer ao Paulo todo o seu trabalho no clube nas duas últimas épocas”, disse também Tiago Pinto, diretor geral do clube, que chegou à Roma em janeiro, cessando funções no Benfica.

Antes da Roma, com a qual tinha assinou contrato até final desta temporada, Paulo Fonseca, de 48 anos, treinou os ucranianos do Shakhtar Donetsk, o Sporting de Braga, o Paços de Ferreira, o FC Porto e o Desportivo das Aves, entre outros.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.