A Roma, treinada pelo português José Mourinho, concretizou hoje o 'assalto' ao quinto lugar da Liga italiana de futebol, ao bater no estádio Olímpico da capital a Udinese por 3-1, em jogo da 13.ª jornada.

Os 'lobos' ultrapassam na tabela Atalanta e Fiorentina, que perderam os seus jogos de sábado, e ficam a três pontos do último lugar de acesso à Liga dos Campeões, que está na posse do Nápoles, com 24.

No pódio provisório estão Inter Milão (31), Juventus (29) e AC Milan (26), sendo que os dois primeiros ainda se vão defrontar hoje, num dos grandes clássicos do futebol italiano.

O resultado no Olímpico de Roma 'peca' por escasso, tal foi o domínio dos locais na partida, com raros remates à baliza por parte da Udinese.

Gianluca Mancini fez o primeiro golo, aos 20 minutos, a passe do argentino Paulo Dybala, frente a um adversário que nada de relevante fez no primeiro tempo.

Regressou do intervalo um pouco mais agressiva a Udinese, conseguindo o empate aos 57, através do francês Florian Thauvin.

A Roma não desanimou, continuou a jogar bastante bem ao ataque e chegou ao 2-1 ao minuto 81, num grande golo de Paulo Dybala, após uma assistência 'de sonho' do belga Romelu Lukaku.

Com a Roma sempre a pressionar, ainda houve tempo para o 3-1, através uma excelente triangulação que culminou com o remate cruzado de El Shaarawy.

O português Rui Patrício esteve seguro na baliza da Roma, apesar do golo sofrido, enquanto João Ferreira, defesa da formação benfiquista, foi titular na Udinese.

Em Empoli, aconteceu uma 'chuva de golos', na vitória do Sassuolo por 4-3, com a vitória a ser garantida nos descontos de tempo finais, através do tento do internacional Domenico Berardi.

O Sassuolo sobe a 13.º na tabela, com 15 pontos, enquanto o Empoli é antepenúltimo, com 10, apenas acima de Verona e Salernitana.

Caputo adiantou o Empoli, aos quatro minutos, de grande penalidade, após o que o Sassuolo passou para a frente do marcador, com os golos de Pinamonti (12 minutos) e Matheus Henrique (22).

O ritmo continuou elevado e Jacopo Fazzini repôs o empate, aos 30 minutos.

Já na segunda parte Berardi fez o 3-2 para o Sassuolo, de grande penalidade, aos 66 minutos, antes Matias Vinã 'trair' os visitantes, com um autogolo aos 86 - mas ainda havia tempo para Berardi dar a vitória à sua equipa, aos 90+2.

Também foi preciso esperar pelos minutos de descontos para que o Frosinone batesse o Génova por 2-1.

Em Frosinone, Matías Soulé abriu o marcador para a equipa da casa, aos 34 minutos, e, volvidos quatro, Ruslan Malinovsky empatou. Quando já parecia certo o empate, Ilario Monterisi assegurou os três pontos para os anfitriões, aos 90+4.

O Frosinone está bem instalado na 'zona tranquila', em 10.º, com 18 pontos, com o Génova um pouco mais atrás, seguindo em 15.º, com 14.

O Cagliari-Monza terminou empatado, 1-1, tendo a equipa visitante alinhado com o avançado português Dany Mota.

Alberto Dossena adiantou o Cagliari, aos 10 minutos, após o que Mirko Maric empatou a partida, aos 61, quatro minutos apenas depois de entrado em jogo.

Na classificação, o Monza é nono, com 18 pontos, e o Cagliari 17.º, com 10.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.