O Sassuolo destronou hoje, provisoriamente, o AC Milan da liderança da Liga italiana de futebol, com triunfo por 2-0 na visita ao Verona, à oitava jornada.

Horas antes dos ‘rossoneri’ visitarem o Nápoles, a equipa sensação da Serie A impôs-se, com estilo, em casa do Verona de Miguel Veloso – entrou aos 67 minutos –, com golos do marfinense Jeremie Borga, aos 42 minutos, e de Domenico Berardi, aos 76.

Ao somar o 18.º ponto, ficou com mais um do que o ‘ressuscitado’ AC Milan, que visita esta noite o Nápoles, com 14, e a Roma de Paulo Fonseca, que bateu o Parma de Bruno Alves por 3-0: a campeã Juventus é quarta com 16.

A Roma impôs-se com tentos do espanhol Borja Mayoral, com desmarcação perfeita aos 28, e um 'bis' do arménio Henrikh Mkhitaryan, com uma ‘bomba’ de fora da área, aos 32, e um ‘encosto’ ao segundo poste, aos 40.

Esta vitória consistente permitiu a Paulo Fonseca bater um recorde ofensivo do clube com 90 anos: desde 1931 que nenhum treinador da Roma conseguia tão boa média de golos nos primeiros 60 jogos, neste caso 120, dois por cada encontro.

O bom momento leva a que, no campeonato, a Roma vá já em 16 jogos sem perder, em campo, pois foi punida com derrota na ronda inaugural da Liga, por erro na inscrição de Diawara, registado como sub-23 quando tinha mesmo 23.

Sem essa punição, poderia ficar hoje isolada no comando caso o AC Milan não vença.

O Torino esteve a vencer por 2-0 em casa do Inter, com golos de Simone Zaza, aos 45+2, e do defesa argentino Cristian Ansaldi, de penálti, aos 62, porém não resistiu à meia hora final do adversário.

A formação ‘nerazzurri’ reagiu, com golos dos avançados chileno Alexis Sánchez, 64, do belga Romelu Lukaku, aos 67 e 84, este de penálti, e do argentino Lautaro Martínez, aos 90.

A Sampdoria, de Adrien Silva, adiantou-se frente ao Bolonha através do norueguês Morten Thorsby, logo aos sete minutos, porém, um autogolo de Vasco Regini, aos 44, e um tento de Riccardo Orsolini, aos 52, permitiram a reviravolta e ficar a um ponto dos 10 do adversário, 10.º da classificação.

Cesare Prandelli regressou para treinar a Fiorentina, contudo estreou-se com derrota (1-0) ante o Benevento, em desafio decidido por Riccardo Importa, aos 52, que colocou a equipa com nove pontos, mais um do que o rival.

Ainda hoje, a Udinese recebe o Génova, enquanto o Nápoles vai testar a solidez do AC Milan.

No sábado, a Juventus venceu o Cagliari por 2-0, com dois golos de Cristiano Ronaldo.

*Notícia atualizada

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.