O Salernitana, promovido esta época, corre o risco de ser expulso da Série A depois de não conseguir encontrar um comprador, duas semanas antes do prazo estabelecido pela Federação Italiana de Futebol (FIGC), disse o clube na quinta-feira.

De acordo com as regras da FIGC, dois clubes com o mesmo dono não podem jogar na mesma divisão. O clube com sede em Salerno, ao sul de Nápoles, é co-propriedade do presidente da Lazio, Claudio Lotito.

Os diretores independentes nomeados em junho para organizar a venda do clube até 31 de dezembro confirmaram a ausência de ofertas válidas e solicitaram um novo prazo. "Até ao momento, nenhuma das ofertas recebidas para a aquisição da Salernitana é aceitável", disseram os administradores.

O clube conta com o apoio das outras equipas da divisão. Reunidos na quinta-feira em assembleia geral da Liga, os clubes da Série A votaram por unanimidade pelo adiamento do prazo até o final da temporada.

O pedido será submetido ao Conselho Federal do FIGC na próxima terça-feira, onde o futuro de Salernitana está em pauta. "Já não tenho poder dentro do clube, estou fora do Salernitana", insistiu Lotito, citado pela agência italiana Ansa.

Salernitana compete pela terceira vez na primeira divisão italiana e pela primeira vez desde 1998-1999. O clube é o último da liga, com duas vitórias em 17 jogos, apesar das contratações no verão, incluindo o astro francês Franck Ribery.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.