Os clubes da Série A italiana de futebol falharam esta segunda-feira a eleição do sucessor do ex-presidente Gaetano Micciche e o organismo vai ser liderado de forma provisória por Mario Cicala, responsável pelo comité de supervisão da federação.

Micciche, que é também presidente do banco de investimento Banca IMI, demitiu-se do cargo em 19 de novembro, face à investigação que incide sobre eventuais irregularidades na sua eleição, em março de 2019, por unanimidade dos 20 clubes da Série A.

Nenhum candidato recebeu hoje os 14 votos necessários para ser eleito presidente, pelo que Cicala – responsável pelo comité de supervisão da Federação Italiana de Futebol (FIGC) - assumirá o cargo de forma provisória, tendo como principal missão encontrar um novo presidente.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.