Num duelo com portugueses ao barulho, Ronaldo levou a melhor sobre Paulo Fonseca: a Juventus bateu, em casa, a Roma por 2-0 e ultrapassou os romanos da tabela da Serie A, com a equipa de Turim a ocupar agora a 3.ª posição, com mais dois pontos que o adversário desta noite.

Cristiano Ronaldo acrescentou um golo à sua conta pessoal ao assinar o primeiro golo da 'vecchia signora' na receção aos romanos. À passagem do 13.º minuto, Alex Sandro surge pela esquerda, passando o esférico para Morata que, depois de dar a meia-volta, assiste CR7 que, à entrada da área, rematou para o 1-0.

Foi o golo número 763 da carreira de Ronaldo como sénior, entre clubes e seleção, o que o coloca cada vez mais num os melhores marcadores da história do futebol, quiçá, o melhor de sempre.

Será Cristiano Ronaldo o Melhor Marcador de sempre do futebol Mundial? Há muitas dúvidas sobre os números dos rivais
Será Cristiano Ronaldo o Melhor Marcador de sempre do futebol Mundial? Há muitas dúvidas sobre os números dos rivais
Ver artigo

Bryan Cristante, que já foi campeão português pelo Benfica, esteve perto de marcar o golo do empate aos 20 minutos, mas, poucos minutos volvidos, foi Ronaldo que voltou a estar em evidência com um remate à barra da baliza da Roma.

Aos 39 minutos, no aproveitamento de um erro do brasileiro Ibanez, Ronaldo serviu o ex-portista Alex Sandro, que falhou por pouco o desvio para o fundo da baliza da Roma, e voltou a tentar o segundo golo, aos 41, mas o guarda-redes espanhol Pau López não o permitiu.

A 'Juve' viu a sua vantagem aumentar no decorrer da segunda parte quando, aos 70 minutos, Kulusevski tentou cruzar para Ronaldo, mas Ibañez, ao tentar o corte, acabou por colocar a bola no interior da própria baliza.

A Roma ‘empurrou’ a Juventus para a sua intermediaria nos minutos finais da partida, na procura do golo que esteve perto de surgir pelo bósnio Edin Dzeko, aos 83, com um cabeceamento ao lado, e que também foi sempre negado pelo guarda-redes polaco Wojciech Szczesny.

Com o triunfo sobre a Roma, a Juventus trocou de posição na tabela classificativa com o seu adversário de hoje, ascendendo ao terceiro posto, com 42 pontos e menos um jogo, a cinco do líder Inter Milão e a quatro do AC Milan (segundo), que no domingo recebe o Crotone.

A Atalanta esteve a vencer o Torino por 3-0, com golos do esloveno Josip Ilicic (14 minutos), Salvatore Sirigu (autogolo aos 19) e do colombiano Luis Muriel (21), mas permitiu a reação dos visitantes que empataram 3-3 por Andrea Belotti (42), pelo brasileiro Bremer (45+1) e Federico Bonazzoli (84).

O quarto empate consecutivo do Torino na Série A permitiu à equipa ascender ao 17.º lugar, com 16 pontos, e deixar provisoriamente a zona de despromoção, enquanto a Atalanta segue no sétimo posto, com 37.

O Spezia venceu por 2-1 em casa do Sassuolo, que se adiantou no marcador por Francesco Caputo (1-0), aos 25 minutos, com golos do croata Martin Erlic (1-1), aos 39 minutos, e do ganês Emanuel Gyasi (1-2), aos 78.

O Sassuolo segue na oitava posição, com 31 pontos, a seis da Atalanta (sétima classificada), enquanto o Spezia é 15.º, com 21 pontos, e afastou-se ligeiramente da zona de despromoção.

A 21.ª jornada da liga italiana de futebol prossegue ainda hoje com o Génova-Nápoles.

*Artigo atualizado às 19h53

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.