A suspensão parcial do estádio do Verona, devido a insultos racistas ao avançado Mario Balotelli, do Brescia, foi hoje levantada pela comissão de disciplina da Federação Italiana de Futebol (FIGC), depois do recurso do clube italiano.

No dia 03 de novembro, Balotelli tinha sido visado por cânticos racistas de um grupo de adeptos do Verona, tendo mesmo ameaçado abandonar o campo depois de pontapear a bola na direção desses mesmos adeptos. Os cânticos, negados pelos responsáveis do clube, foram “claramente audíveis” pelos delegados da Liga italiana.

Depois destes incidentes, a comissão de disciplina ordenou o encerramento do setor do estádio de onde partiram os insultos, denominado ‘Poltrona Este’, para a receção à Fiorentina, no próximo domingo. Essa zona pode acolher cerca de 3.500 espetadores, num estádio com capacidade para 30.000.

Mas a comissão de disciplina da FIGC decidiu suspender essa decisão, revelando que o inquérito precisava de ser mais aprofundado.

“Estamos satisfeitos, evidenciámos algumas incoerências e esperamos pelos resultados da investigação, aguardando naturalmente uma decisão final favorável”, disse Francesco Barresi, diretor de operações do Verona.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.