O treinador da Fiorentina, Delio Rossi, foi esta quarta-feira despedido por ter agredido um dos seus futebolistas, Adem Ljajic, no banco de suplentes depois de o ter substituído na primeira parte do jogo com o Novara, quando perdia por 2-0.

O presidente da Fiorentina, Andrea Della Valle, justificou a decisão radical de despedir Delio Rossi com a gravidade do ato praticado pelo treinador.

Aos 32 minutos do jogo com o Novara, da 36ª jornada, Rossi, visivelmente insatisfeito com o rendimento de Ljajic, substituiu-o pelo uruguaio Ruben Olivera, mas o sérvio, ao abeirar-se do ‘banco’, resolveu aplaudir o seu treinador que “perdeu a cabeça” e agrediu-o.

Rossi, que meteu as mãos na cara de Ljajic e chegou a atingi-lo antes de dirigentes e jogadores do Fiorentina intervirem para os separar, torna-se no 19.º treinador a ser despedido esta época na Serie A, o que constitui um recorde na prova.

O treinador afastado tinha substituído no cargo o sérvio Sinisa Mihajlovic, a 07 de novembro.

De referir que a Fiorentina, que perdia por 2-0 aos 30 minutos, ainda conseguiu recuperar na segunda parte, com dois golos de Montolivo, aos 48 e 71 minutos, o primeiro de penálti.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.