O famoso “tiqui-taca” dos catalães vai dar, com certeza, muita dor de cabeça aos jogadores do FC Porto, incluindo o avançado do FC Porto.

«Não quero correr atrás da bola, mas tenho de estar preparado para dar o máximo e ajudar os colegas de equipa. O importante é termos grande posse de bola, com um jogo bonito de se ver. Temos de dar o máximo para ajudar a conseguir esse título», disse esta quinta-feira, o avançado brasileiro Hulk, durante a conferência de imprensa de antevisão do encontro com o Barcelona, que teve lugar no auditório do Fórum Grimaldi, no Mónaco.

Amanhã, no Estádio Louis II, o Barcelona irá apresentar-se com duas baixas de peso no centro da defesa: Piqué e Puyol.

«O Barcelona consegue resultados positivos através do coletivo. Eles têm sempre soluções, quem entrar, vai entrar bem. Não devemos ter medo. Num jogo destes não há motivação maior que chegar a uma final destas e defrontar a melhor equipa do momento, o Barcelona. Para mim é a equipa que apresenta melhor futebol. Não há como não estar motivado», revelou o avançado.

Sobre um hipotético FC Porto mais fraco, com as saídas de André Villas-Boas, Falcao e Rúben Micael, Hulk foi peremptório: «Nesta época fala-se muito. Estou-me “lixando” para o mercado. Estou concentrado no meu trabalho para fazer o meu melhor».

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.