O FC Porto venceu esta quarta-feira no Estádio Magalhães Pessoa o Académico de Viseu por 3-0, em partida relativa à meia-final da Taça da Liga. Os golos de Stephen Eustáquio, Danny Namaso e Bernardo Folha deram a vitória aos dragões que assim marcarão presença na quinta final da Taça da Liga da sua história.

Sérgio Conceição fez quatro mexidas relativamente ao onze inicial que começou a partida diante do Vitória de Guimarães. Para além do guarda-redes Cláudio Ramos, normalmente utilizado nos jogos das Taças, o técnico portista mudou por completo a frente de ataque ao fazer alinhar Pepê, Namaso e Verón nos os lugares de Galeno, Taremi e Toni Martínez.

Já do lado do Académico de Viseu, o treinador Jorge Costa fez apenas uma alteração relativamente à equipa que alinhou de início diante do Nacional da Madeira para a Liga 2; o alemão Soufiane Messeguem substituiu Paná no centro do meio-campo.

Dragão entra forte mas viseenses respondem

Ainda não tinha terminado o primeiro minuto quando o FC Porto fez a primeira ameaça através de Namaso, mas o remate do inglês saiu fraco e fácil para Gril. Os dragões entraram a mandar no jogo e chegaram cedo à vantagem; apenas sete minutos jogados e o cruzamento de João Mário na direita a encontrar Verón, o cabeceamento do brasileiro saiu fraco mas apareceu Stephen Eustáquio para fazer a emenda.

Apesar de estar em vantagem, a equipa portista continuou a carregar à procura do segundo, acercando-se com perigo da área viseense. Primeiro foi Pepe a cabecear ao poste aos 15 minutos e dois minutos depois foi Messeguem a cortar um remate de Otávio com selo de golo. Seguiam-se as oportunidades e o segundo golo portista parecia uma inevitabilidade.

Contudo, à passagem dos vinte minutos, o Académico foi conseguindo soltar-se e ter mais bola, conseguindo construir jogadas de ataque, principalmente através de rápidas transições pelos flancos. Mostrando-se mais solto no jogo, e com apoio incansável dos milhares de adeptos que viajaram de Viseu até Leiria, o Académico criou a sua primeira grande oportunidade aos 23 minutos quando Quizera rematou à entrada da área com a bola a passar pouco por cima da baliza de Cláudio Ramos.

Ao contrário dos primeiros minutos, a segunda metade da primeira parte foi totalmente dividida com as duas equipas a procurarem chegar perto das áreas adversárias, mas sem que tenham conseguido criar verdadeiras oportunidades para marcar.

Jovens dragões resolvem

A segunda parte começou como começara a primeira: com o FC Porto a ameaçar o golo; Namaso a escapar na direita e a servir Otávio que, completamente à vontade no coração da área, remata mas a bola esbarra em Bandeira, que impede assim o segundo dos dragões.

Os comandados de Sérgio Conceição retomaram a intensidade e pressão da primeira parte procurando não dar muito tempo nem espaço ao adversário para construir jogadas de ataque; mas do outro lado estava um Académico à imagem do seu treinador: aguerrido e batalhador, lutando de igual para igual com o atual campeão nacional.

Contudo os Viriatos nada puderam fazer para impedir o segundo golo portista; 66 minutos e João Mário a receber em posição frontal e a assistir Namaso que, na cara de Gril, fez o segundo dos azuis-e-brancos sem dificuldade.

O golo tirou muito do ânimo dos viriatos, que viam o sonho da final da Taça da Liga cada vez mais longe. Em sentido contrário, o FC Porto estava agora mais tranquilo e confortável no jogo, vendo a vitória cada vez mais perto.

E mais tranquilo ficou quando, aos 79 minutos, o recém entrado Bernardo Folha fez o terceiro golo; jogada pela direita de João Mário com o primeiro remate de Folha a ser defendido por Gril. O jogador portista acabou por ser feliz ao desviar o alívio de Arthur Chaves para dentro da baliza viseense.

Com esta vitória o FC Porto segue para a final da Taça da Liga onde vai encontrar o Sporting no próximo sábado à noite. Será a quinta presença dos portistas na final da Taça da Liga, e a terceira que irá disputar com os leões. Já o Académico de Viseu põe fim a uma série de vinte jogos sem derrotas.

Veja o resumo do jogo

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.