O Freamunde, que ficou a dever a si próprio um resultado ainda mais desnivelado, marcou por Hélder Sousa (4 minutos), João Rodrigues (10), Tiago Gomes (na própria baliza, aos 30), Marcelo (90) e Marco Matias (90+4), enquanto Devic apontou o tento de honra dos “azuis do Restelo” (84).

O Belenenses, despromovido da Liga em, não mostrou credenciais e foi “presa fácil” para a formação nortenha, que fez três golos nos primeiros quatro remates à baliza contrária.

Hélder Sousa beneficiou de uma saída em falso de Christoph no primeiro tento, João Rodrigues concluiu o melhor lance do desafio no segundo e Tiago Gomes foi infeliz ao marcar na própria baliza, quando tentava afastar a bola da sua área, na sequência de um livre.

Sem pressionar, muito macio a defender e sem conseguir ligar o jogo, o Belenenses só por uma vez chegou com perigo à área contrária, mas o remate de Camará foi detido pelo guarda-redes Tó Figueira, aos 26 minutos, um minuto depois de Luciano ter rematado ao poste da baliza de Christoph.

Com a vitória bem encaminhada, a formação da casa limitou-se a gerir o resultado na segunda parte e concedeu algum espaço ao Belenenses, que foi tentando a sorte em remates de fora da área, em especial nos livres de Celestino.

Nicolau Vaqueiro aproveitou ainda para estrear mais três reforços, numa estratégia que resultou em pleno, com Marcelo e Marco Matias a conseguirem mais dois golos, já depois de Devic ter reduzido, num encontro que podia ter atingido números ainda mais expressivos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.