Em conferência de imprensa, ao lado do homologo do Paços de Ferreira, o central brasileiro afirmou que é normal os adeptos mostrarem o seu desagrado quando não se vence, isto porque o Benfica «um grande clube».

«Quando não se vence o adepto mostra o seu desagrado, não estamos contentes e os adeptos também não, desde que sejam sempre com respigo. Mas isto não afecta muito o nosso espírito, muito pelo contrário, até aumenta a nossa responsabilidade.

O Benfica é um grande clube e existe sempre pressão a partir do momento em que ganhamos ou perdemos. O importante é saber lidar com isso com a nossa experiência», disse, esta sexta-feira, no auditório do Estádio Cidade de Coimbra.

Este sábado, o desafio está em vencer o Paços de Ferreira, equipa que deixou para trás o Vitória de Guimarães, Sporting de Braga e Nacional da Madeira nesta prova. Mas para a I Liga, na última visita dos encarnados à Mata Real, o Paços de Ferreira perdeu por 5-1.

«O Paços de Ferreira tem um ataque rápido, temos de estar atentos os 90 minutos. Esse jogo já ficou para trás, amanhã é uma final, outro ambiente e queremos estar ao melhor nível», analisou Luisão.

«É fundamental ganhar porque é uma final. É uma Taça que está em jogo e não a queremos ganhar só porque perdemos o campeonato e fomos eliminados na taça de Portugal. Vamos tentar vencer mesmo que fôssemos campeões.

Depois da eliminação ficamos tristes mas hoje já é um novo dia, não temos tempo para lamentações. Sabemos da nossa responsabilidade em vencer esta final», rematou.

A 4ª edição da final da Taça da Liga, entre Benfica e Paços de Ferreira, está agendada para as 20h45 deste sábado no Estádio Cidade de Coimbra.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.