Moreirense e Belenenses continuam na corrida à 'final four' da Taça da Liga, após o empate a três golos desta quinta-feira, em partida da 2.ª jornada do Grupo B.

Num jogo frenético, com 6 golos, quatro deles de bola parada e marcados em apenas 15 minutos, Roberto fez o melhor e o pior ao apontar dois dos tentos do Moreirense (o primeiro aos 38' e o último aos 84'), mas também um na própria baliza (65').

Cauê, de grande penalidade, também marcou, aos 76 minutos para os locais, quando o Belenenses tinha conseguido dar a 'cambalhota' e vencia por 3-1, com golos de André Sousa (70') e Miguel Rosa (73'), além do já referido de Roberto, na baliza errada.

O Belenenses destacou-se no arranque, com um futebol mais focado na baliza adversária, enquanto o Moreirense parecia estar a ter dificuldade em organizar-se. Aos 5 minutos, Fábio Sturgeon cabeceou para defesa apertada de Taborda e, aos 20, Neto rematou para as mãos de Ventura.

Os minhotos acabariam por chegar ao golo aos 38 minutos, com Roberto a finalizar, após cruzamento de Tiago Almeida.

Na segunda parte, o Moreirense entrou melhor e beneficiou logo de dois livres diretos, mas Neto atirou por cima, antes do 'balde de água fria': Roberto assinou o empate, com um golo na própria baliza, aos 65 minutos.

O empate 'fez estragos' na equipa de Augusto Inácio e, pelo contrário, despertou a de Quim Machado que viu André Sousa, aos 70 minutos, e Miguel Rosa, aos 73, fazerem 2 golos que adivinhavam tranquilidade.

Nada disso. Carlos Xistra considerou que Florent fez falta sobre Boateng na área e Cauê não desperdiçou a oportunidade de, graças a uma grande penalidade que gerou muitos protestos no banco de Belém, fazer o 3-2, aos 76 minutos.

Aos 84 minutos, Moreirense conseguiria o 3-3, em mais um cabeceamento certeiro de Roberto.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.