Num jogo equilibrado, mas sempre com sinal mais para a equipa de Barcelos, da Liga de Honra, que entrou melhor na partida, viu uma bola embater no poste esquerdo aos dez minutos, após remate de Alexandre Matão, e foi o conjunto que mais trabalhou pela vitória.

A igualdade era suficiente para a equipa de Vila do Conde garantir a passagem à terceira fase, daí o pendor mais defensivo que apresentou durante os 90 minutos. O pontapé longo a solicitar João Tomás e Chidi foi a opção que acabou por não surtir o efeito desejado.

No início da segunda parte, os barcelenses sofreram uma contrariedade, pois o avançado Cesinha lesionou-se e cedeu o seu lugar a Alexandre Camargo, um médio.

O Rio Ave, da Liga principal, apenas desfrutou de uma situação perigosa, aos 75 minutos, quando João Tomás ganhou na luta com João Cardoso e rematou em arco para a defesa de Hugo Marques.

O Gil Vicente bem tentou chegar ao golo do triunfo mas faltou-lhe poder de concretização e a defensiva visitante chegou e sobrou para as investidas da equipa de Barcelos, que sai da Taça da Liga sem sofrer qualquer derrota.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.