Sérgio Conceição antecipou, esta terça-feira, o encontro a contar para a meias-finais da Taça da Liga frente ao Académico de Viseu, que será disputado esta quarta-feira, a partir das 19h45.

Sobre a possibilidade da competição dar mais gasolina para o campeonato, segundo as palavras do guardião Diogo Costa

"Não me dá gasolina nenhuma, a gasolina é diária. É a possibilidade de ganhar mais um título para o FC Porto. [Diogo Costa] Vai estar no banco, normalmente quem está fora sente-se com mais adrenalina em relação ao jogador que está dentro. Ainda não temos esse troféu no museu, mas primeiro temos de defrontar o Académico de Viseu."

Sobre a alteração do formato da competição

"Acho que a Taça da Liga tem evoluído de ano para ano, na minha opinião. Lembro-me do início, em que se metiam jogadores da equipa B e juniores com mais regularidade. Agora acho que todos querem ganhar. Todos a disputam como se de um título se tratasse. Ainda não temos esse troféu no museu, mas primeiro temos de defrontar o Académico de Viseu".

Eliminação nas grandes penalidades

"Não treinei penáltis. Nas outras vezes treinei e perdemos."

Sobre o percurso do Académico de Viseu

"É uma equipa que está há muito tempo sem perder e isso é sinónimo de qualidade. Com certeza está a passar por um momento bom, em jogos a eliminar temos de ter cuidado e muito respeito pelo A. Viseu. Somos o FC Porto, temos tudo a perder, não podemos pensar na teoria. Temos de olhar individualmente para a equipa do Ac. Viseu e pensar coletivamente nos seus pontos fortes."

Análise ao Académico de Viseu

"É uma equipa interessante, com princípios interessantes em 4-3-3. É uma equipa que gosta de jogar a partir de trás, tem um meio-campo rotativo, com alguma mobilidade, tem um 4-3-3 típico, clássico. Com alas muito fortes no 1x1, é uma equipa muito bem trabalhada e que tem uma dinâmica interessante com bola. Fez golos em todos os jogos, é verdade que também tem sofrido... Nas bolas paradas é uma equipa interessante em termos ofensivos e preparámos este jogo como se fosse um jogo da Liga dos Campeões. Tem feito um trajeto fantástico, apanhou duas equipas da Liga na fase de grupos, no quartos de final eliminou o Boavista. Podia estar na Liga."

O que transmitiu de diferente aos jogadores para o embate de amanhã?

"De diferente nada. Todos os momentos em que preparamos jogos são iguais. Há um adversário e fazemos tudo para ganhar, independentemente das competições. Há sempre uma ambição grande e este jogo, com o Ac. Viseu, foi preparado da mesma forma, como se fosse da Liga dos Campeões. Isso demonstra o respeito que temos pelo nosso adversário de amanhã. Se alguma coisa correr mal, seremos eliminados. Teoricamente somos uma equipa mais forte que o nosso adversário, mas é um histórico do futebol português, respeitamos isso. Temos a convicção que vamos fazer de tudo para estarmos sábado na final."

Recuperação de Zaidu

"O Zaidu está bem, está a treinar de forma normal."

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.