Tiago Oliveira, treinador adjunto do Paços de Ferreira, acredita que a equipa pacense deu uma boa réplica contra uma grande equipa.

"Antes de mais, dar os parabéns ao FC Porto pela passagem. Não defrontámos um adversário qualquer, depois dar os parabens à equipa por aquilo que conseguiu, depois de sofrer dois golos conseguir reagir e pela forma como se bateram. Depois, naturalmente, o detalhe faz a diferença, não íamos ter o caudal ofensivo do adversário. No entanto, quando chegássemos lá a frente tínhamos de marcar. Agora uma equipa que sofre três golos é dificil marcar quatro golos ao FC Porto", referiu.

"Nós não tiramos os olhos de querer ganhar, a nossa ambição não deixou existir. Agora, jogadores com menos hipóteses na época, se chegassemos lá e colocássemos mais pressão aos jogadores, se não se libertassem dessa carga psicológica, não iamos tirar o melhor deles. Temos consciência que estavamos a defrontar um adversário difícil".

Tiago Oliveira aproveitou também para dizer que o Paços de Ferreira quer dar alegrias aos adeptos no próximo ano.

"Nós dissemos aos nossos adeptos que queriamos dar alegrias. Eles têm consciência que não é fácil o trajecto que temos conseguido. Está a ser difícil levantar o voo do avião, mas com esta entrega e atitude, o Paços de Ferreira vai crescer. Aproveito para desejar um 2018 grande para todos os pacenses".

O FC Porto derrotou o Paços de Ferreira por 3-2 e garantiu a última vaga da final four da Taça da Liga.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.