Os visitantes entraram em jogo com vontade de inaugurar o marcador o mais rápido possível, mas do outro lado, encontraram um Cesarense com uma defensiva muito organizada e com rápidas saídas para o contra-ataque.

Aos 27 minutos, a Académica inaugurou o marcador: Diogo cometeu um erro clamoroso, falhando a intercepção de uma bola aparentemente fácil de dominar, ao deixar isolado Diogo Valente, que, com calma, marcou.

A primeira parte termina com o Cesarense mais forte no seu meio-campo, a tentar igualar o marcador, causando alguns problemas para a defensiva da Académica.

A segunda parte começou com os mesmos jogadores que foram para o intervalo e com o Cesarense a igualar o marcador.

Aos 54 minutos, à entrada da grande área, Toninho apontou o golo da igualdade, num remate colocado para o poste direito da baliza dos “estudantes”.

O Cesarense esteve perto, depois, perto de passar para a frente o marcador, aos 72 minutos, num lance algo confuso, com a bola a raspar no poste esquerdo, mas o final do tempo regulamentar chegou empatado.

No prolongamento, as equipas dividiram o jogo a meio-campo, com alguns lances de perigo para as duas balizas.

Quando já se esperava o apito final e as grandes penalidades, um livre direito de Amaury Bischoff qualificou o “onze” de Jorge Costa, para grande desgosto dos adeptos locais.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.