Numa tarde de sol e de festa na cidade transmontana, com muitos espectadores a encherem o Estádio de São Sebastião, também o jogo começou com um minuto de aplausos aos mineiros resgatados no Chile.

O Mirandela não se deixou intimidar pela diferença de divisões que separa as duas equipas, pelo que a primeira parte foi bastante equilibrada e sem grandes oportunidades de golo.

No primeiro remate à baliza dos transmontanos, o Beira-Mar marcou, por intermédio de Ronny, aos 22 minutos, em resultado de uma jogada de contra ataque.

Sem nada a perder, o Mirandela entrou mais ofensivo na segunda parte, criando várias oportunidades de golo e obrigando os adversários a recorrer várias vezes à falta para travar as jogadas. Foi numa dessas jogadas que o aveirense André Marques foi expulso, aos 85 minutos.

Já em cima dos 90 minutos, na sequência de um canto o guarda-redes do Mirandela, Armando, que subiu à área adversária, rematou de cabeça obrigando o defesa Djamal a cortar a bola com a mão já na linha de golo.

Na sequência desta jogada, o jogador de Aveiro foi expulso e Dally não desperdiçou o penalti assinalado pelo árbitro, obrigando o jogo a ir para prolongamento.

O Beira-Mar chegou ao prolongamento com menos dois jogadores, mas os mirandelenses ressentiram-se do esforço feito durante o tempo regulamentar, pelo que este foi um período muito morno e de espera pelos penaltis.

Na marcação das grandes penalidades, o Beira-Mar foi superior, destacando-se o guarda-redes Oblak (jovem emprestado pelo Benfica), que defendeu por duas vezes e ditou o resultado final.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.