O treinador Carlos Carvalhal disse hoje que o Sporting de Braga "é capaz de fazer melhor" na nova receção ao FC Porto, na quarta-feira, agora na primeira mão das meias-finais da Taça de Portugal de futebol.

Três dias depois do empate (2-2) na 18.ª jornada da I Liga, num jogo 'louco' em que os minhotos anularam a desvantagem de dois golos muito perto do fim, as duas equipas voltam a defrontar-se na ‘Pedreira', mas o técnico considera que "são jogos com características diferentes”. “Este é um jogo de 180 minutos, amanhã [quarta-feira] é a primeira parte e, depois, haverá a segunda parte no ‘Dragão'", completou.

O técnico dos minhotos quer "manter a eliminatória em aberto, porque não vai ficar nada decidido”. “Queremos fazer um bom jogo, procurar ganhá-lo para criar vantagem para o jogo da segunda mão", disse na antevisão da partida à televisão do clube.

"Há a questão dos golos marcados fora, que pode fazer a diferença, pelo que temos que abordar este jogo à imagem do que fazemos nas competições europeias, quando são a eliminar, e vamos estar preparados", afirmou.

Do jogo de domingo, marcado pela expulsão de Corona nos ‘dragões', aos 60 minutos, quando estes venciam por 2-0, o técnico considerou que o Sporting de Braga fez "um jogo bom a partir de determinada altura", mas reconheceu "que é capaz de fazer melhor".

"Muito por força do coletivo do FC Porto, que levou o jogo muito a sério, à imagem daquilo que faz nos jogos mais importantes que tem, tenho que dar um crédito muito grande ao FC Porto na forma como anulou a nossa dinâmica", referiu.

Ainda assim, frisou que os seus jogadores têm "condições para fazer melhor: “é nisso que estamos apostados, porque só assim temos hipóteses de vencer este adversário fortíssimo, interna e externamente, uma equipa que está na ‘Champions League' e que, quando está a ‘tope', é extremamente forte".

"Já provámos que conseguimos bater-nos com equipas destas, recordo o jogo [da Liga Europa, 3-3] com o Leicester, que está a discutir o título em Inglaterra e fizemos um jogo fantástico, não ganhámos por uma questão de pormenor no último segundo", disse.

A vitória (2-1) diante do Portimonense depois de ter estado a perder e o empate conseguido já no período de descontos com o FC Porto são jogos que dão "uma força e uma crença muito grandes às equipas".

"O acreditar até ao último minuto que se pode reverter as coisas através da qualidade, mas, acima de tudo, de uma crença muito grande, é sinal, mais do que saúde física, de uma saúde mental muito forte. É um aspeto extremamente importante nas equipas", reforçou.

Sporting de Braga e FC Porto defrontam-se na primeira mão das meias-finais da Taça de Portugal a partir das 20:15 de quarta-feira, no Estádio Municipal de Braga, jogo que será arbitrado por Luís Godinho, da associação de Évora.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.