O treinador do Sporting lamentou a derrota na final da Taça de Portugal frente à Académica Coimbra por 1-0. Na opinião de Sá Pinto, o jogo acabou por ficar condicionado por um detalhe nos instantes iniciais.

Nitidamente abalado pela derrota, Ricardo Sá Pinto afirmou que o golo de Marinho logo aos 3’ minutos condicionou o resto do jogo e que a sua equipa foi incapaz de chegar à igualdade.

«É verdade que o golo que sofremos numa final em que estávamos com uma pose em de querer dominar o jogo acabou por condicionar. Sofrer um golo logo aos três minutos daquela forma e não é fácil», começou por dizer Sá Pinto à RTP.

«Alertei-os para o facto de uma final ser um jogo totalmente diferente nomeadamente de um jogo para a Liga. Obviamente que a disponibilidade dos jogadores é outra e teríamos de fazer um jogo à Sporting. Um jogo de grande concentração, organização e agressividade. Penso que nos faltou alguma agressividade nos duelos aéreos e na luta pela posse de bola», acrescentou o técnico leonino.

«Deixa fundamentalmente um alerta que não podemos nunca estar desconcentrados em nenhum momento porque o adversário também tem qualidade, sabe jogar e portanto, se nós estivermos desequilibrados em algum momento podemos sofrer consequências e isso aconteceu na marcação ao segundo poste. Somos uma equipa ofensiva, temos de estar sempre equilibrados e foi esse detalhe que fez a diferença hoje», sentenciou Sá Pinto.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.