Em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal, o FC Porto não teve dificuldades em passar à fase seguinte frente a um Sertanense mais frágil, pouco habituado a ritmo de jogo mais veloz.

O primeiro golo dos Dragões surgiu de um livre directo, apontado por Hulk com um potente remate que deixou Paulo Salgado colado ao relvado do Estádio do Dragão.

Apesar de falhas nos cruzamentos e pontapés de canto, o FC Porto conseguiu aproximar-se com mais facilidade à baliza do Sertanense.

Aos 9 minutos, Farías aproveitou uma distracção da defesa do Sertanense, passa por Paulo Salgado e remata, mas Renato, em cima da linha do golo, corta a bola com o braço. O árbitro João Capela assinalou grande penalidade e expulsou o jogador do Sertanense. Foi o próprio Farías que apontou o segundo golo, novamente de bola parada.

Rodríguez, aos 39 minutos, surgiu pela esquerda e cruzou rasteiro para o “omnipresente” Farías que, com um toque subtil, desviou para o fundo das redes de Paulo Salgado.

O quarto golo do FC Porto teve a autoria, mais uma vez, de Hulk, aos 85 minutos, que rematou cruzado à entrada da área, após assistência de Sérgio Oliveira, e aumenta a vantagem azul e branca.

O Sertanense teve a jogar com 10 elementos durante boa parte da primeira parte e, aos 74 minutos, Idris vê outro cartão vermelho directo por derrubar Hulk na entrada da grande aérea do Sertanense. O clube da Sertã ficou reduzido a nove elementos.

Na segunda parte, O FC Porto atacou mais mas tudo indicava que Jesualdo procurava fazer deste encontro um jogo-teste para as “caras novas” das camadas mais jovens do clube das Antas. Até porque, na segunda parte, Farías, Rodríguez e Marinao saíram para dar lugar a Yero, Dias e Alex respectivamente.

Os “novos” jogadores do FC Porto demonstraram a Jesualdo que são merecedores da sua confiança, nomeadamente Sérgio Oliveira e Nuno André Coelho.

O Sertanense, que apesar da derrota, lutou com todo o serviço quer tinha mas o FC Porto impunha um rtimo de jogo mais veloz. Destaque para o guardião da formação Beirã, mesmo com os golos sofridos, Paulo Salgado impediu por várias ocasiões que o Sertanense saísse do Estádio do Dragão com uma avalanche de golos sofridos.

O FC Porto tem, na quarta-feira, outro compromisso, desta vez para a Liga dos Campeões, frente ao Apoel de Nicósia, no Estádio do Dragão.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.