O FC Porto entrou a dominar, perante um Sporting visivelmente desgastado. Carvalhal, com um plantel de apenas 20 jogadores, não fez alterações para este encontro, apostando no seu onze base. Com o campeonato praticamente perdido (15 pontos para o primeiro), a equipa leonina aposta agora na Taça de Portugal.

Mas a ausência de recursos faz o Sporting apresentar-se no Dragão com um desgaste físico visível.
O FC Porto, com algumas alterações, entradas de Belluschi, Mariano e do regressado Falcao, mostra uma equipa mais fresca, o que foi visível nestes primeiros 45 minutos de jogo.

Pertenceram ao FC Porto as melhores oportunidades: logo aos dois minutos, Rolando cabeceou ao lado, após um livre de Belluschi e aos 11 Ruben Micale, que se estreia em casa, a rematar forte para a defesa de Rui Patricio.

A empurrar o Sporting para a sua grande área, não foi de espantar o FC Porto colocar-se em vantagem, aos 18 minutos. Canto da direita e Rolando, no sítio certo, mais forte que a defesa leonina a abrir o marcador e a provocar barulho nas bancadas do Dragão.

Mas a alegria azul e branca não durou muito. Aos 22 minutos, Izmailov, à entrada da área de Beto, deferiu um remate “bomba” que só parou dentro da baliza adversária.

No entanto, Falcao veio para marcar e aos 34 minutos, após receber a bola de costas para a baliza, vira-se e remata rasteiro. Rui Patricio parece mal batido no lance, ao lançar-se tarde à bola.

Quase no final da primeira parte, de novo Falcao. O nº 9 portista não desperdiçou nova oportunidade e apontou o 19º golo com a camisola do FC Porto.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.