O presidente do Coimbrões, Vítor Soares Oliveira, garantiu hoje que o FC Porto “vai ter de suar” na terceira eliminatória da Taça de Portugal em futebol, que pretende disputar no seu estádio, caso as autoridades o aprovem.

“Seguramente que os jogadores do FC Porto vão suar, pois é assim que encaram todos os jogos. Vamos valorizar o clube, a competição, respeitando o adversário, mas a tentar fazer o nosso jogo o melhor possível, jogar bem e lutar pela vitória. Sabemos com quem estamos a jogar, porém acreditamos sempre. Todos os clubes acreditam, por isso, há [o espírito da] Taça”, disse.

Em declarações à Lusa, o dirigente do clube de Vila Nova de Gaia, quarto classificado na série B do Campeonato de Portugal, assume a “satisfação” por defrontar o FC Porto, realçando a “alegria e espírito de festa” que vai reinar na cidade, separada do Porto apenas pelo rio Douro.

“Estamos satisfeitos. Obviamente era algo que boa parte dos clubes naquela sala desejavam, um grande em sorte. É sempre um momento importante e estamos contentes porque fomos bafejados com a sorte”, admitiu.

O Parque Silva Matos só tem capacidade para cerca de 3.500 espetadores – “há muito que não testamos esses números” – pelo que o clube aguarda uma vistoria da federação e da PSP para perceber se tem condições de segurança para receber o encontro.

“A nossa preferência é jogar em casa. Nesse fim de semana iniciamos a comemoração do nosso 99º aniversário. Um momento único de festa se estiverem reunidas as condições segurança e transmissão televisiva”, vincou.

O dirigente espera ver “tudo resolvido nos próximos dias”, prometendo “receber bem” o FC Porto e “fazer tudo para que aconteça Taça”.

Este será o terceiro encontro do Coimbrões em casa na Taça da Portugal, depois de ter afastado no seu terreno o Régua (4-1) e o Prado (3-1).

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.