Em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal, o FC Porto não está a ter dificuldades frente a um Sertanense mais frágil, pouco habituado a ritmo de jogo mais veloz.

O primeiro golo dos Dragões surgiu por intermédio de um livre directo, apontado por Hulk, com um potente remate que deixou Paulo Salgado colado ao relvado do Estádio do Dragão.

Apesar de falhas nos cruzamentos e pontapés de canto, o FC Porto aproxima-se com mais facilidade à baliza do Sertanense.

Aos 9 minutos, Farías aproveita uma distracção da defesa do Sertanense, passa por Paulo Salgado e remata mas Renato, em cima da linha do golo, para a bola com o braço. O árbitro João Capela assinala grande penalidade e foi o próprio Farías que assinala o segundo golo, de bola parada.

Renato foi expulso com cartão vermelho, deixando a equipa da II Divisão reduzida a dez elementos.

Rodríguez, aos 39 minutos, surge pela esquerda e cruza rasteiro para o “omnipresente” Farías que, com um toque subtil, desvia para o fundo das redes de Paulo Salgado.

Os “novos” Dragões estão a demonstrar a Jesualdo que são merecedores da sua confiança, nomeadamente Sérgio Oliveira e Nuno André Coelho.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.