Apesar de ainda ter mais um ano de contrato com o FC Porto, Marchesín deverá cumprir o último jogo pelos dragões no próximo domingo, na final da Taça de Portugal.

De acordo com o jornal A Bola, o experiente guarda-redes quer continuar a jogar com maior regularidade, o que já não acontecia nos portistas, depois de ter cedido a titularidade na baliza a Diogo Costa.

Isto porque Marchesín ainda alimenta a esperança de representar a seleção argentina no Mundial2022, conforme deu conta nos festejos do título.

"Temos um grupo de trabalho muito bom. O Diogo quando jogava sempre se comportou muito bem comigo, a mim toca-me apoiar. Estamos num grande clube e os nomes são o menos importante. Obviamente, é um ano de Mundial e obviamente dói-me muito a minha situação, não estou habituado a isto, mas trato de apoiar", disse.

Em 2021/22, Marchesín cumpriu apenas oito jogos, uma queda abrupta em relação aos 43 encontros disputados na temporada transata.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.