Augusto Inácio acalenta este sonho desde a temporada de 2000 quando, enquanto treinador do Sporting, foi derrotado na final pelo FC Porto.

"Desde esse dia que não penso noutra coisa, voltar ao estádio do Jamor e vencer. Penso que é um feito muito difícil, mas não inatingível", disse o técnico, hoje, na antevisão da partida com o Pinhalnovense.

Augusto Inácio considera que a sua equipa detém estatuto de I Liga, logo "tem obrigatoriedade de vencer", pese embora o respeito que o adversário lhe merece, apesar de militar na II Divisão.

"Vamos defrontar uma equipa muito motivada pelo excelente campeonato que vem fazendo, bem orientada e constituída por um naipe de jogadores com experiência de I Liga", acrescentou.

O treinador alertou ainda que estes jogos têm ainda o condão de entusiasmar aqueles que são de escalão secundário.

"Está nos quartos de final da Taça e com legitimidade para sonhar com algo mais", argumentou.

Augusto Inácio convocou 20 jogadores, um deles, o avançado Fábio Júnior, com utilização condicionada à receção do certificado internacional.

Face ao encontro com o Belenenses (vitória por 1-0), regressam Ouattará, Zé Mário, Kovacevic e Fábio Júnior, saindo Marinho e Baradji.

De fora ficam ainda Bruno, Lupède, Adriano e Bellagra, por opção técnica.

O encontro entre o Pinhalnovense e Naval realiza-se quarta feira pelas 14:30, no Estádio José Martins Vieira, na Cova da Piedade, e será arbitrado pelo lisboeta Pedro Henriques.

Lista de convocados:

Guarda-Redes: Peiser e Jorge Batista.
Defesas: Diego, Daniel Cruz, Carlitos, Real, Gómis e Zé Mário.
Médios: Lazaroni, Alex Hauw, Godemèche, Kovacevic e Camora.
Avançados: Michel Simplício, Davide, Bolívia, Ouattará, Tandia, Fábio Júnior e Kerrouche.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.