Desde muito cedo se deu a romaria dos adeptos do FC Porto e do Vitória de Guimarães à cidade de Lisboa e em particular ao Estádio do Jamor. Só de Guimarães vieram 150 autocarros.

Entre febras, couratos e bifanas, afinavam-se as vozes no apoio às equipas, testavam-se os tambores e, principalmente, despejavam-se ‘litrosas’, minis, jumbos, finos, dependendo da medida desejada.

A mata do Jamor estava pintada de azul, preto e branco com cachecóis, bandeiras, cornetas, camisolas e muitas faixas. O vermelho é cor que por estes lados não marca presença, excepção feita aos bombeiros que pelas tonalidades das suas fardas não escaparam aos risos carregados de irónia e algumas palavras de ordem.

As portas abriram então e a festa que se fazia lá fora debaixo de um calor intenso transferiu-se para o velhinho Estádio.

O jogo só tem início às 17 horas, mas o ambiente já começa a ferver, quer pelo calor humano das pessoas vindas do norte, como pelo sol que hoje está também presente na sua plenitude.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.