Jorge Jesus sublinhou que o Sporting fez uma exibição razoável frente ao Vitória de Setúbal, em jogo dos oitavos-de-final da Taça de Portugal. O treinador dos ´leões` elogiou ainda a prestação do árbitro no encontro.

Mais difícil depois do penálti falhado? "Não, pensei que seria sempre difícil, antes do jogo começar. O Vitória bateu-se bem, está bem trabalha, é uma equipa que joga bem no Bonfim, tem princípios de jogo... S a grande penalidade tem entrado, poderia ser mais fácil porque estaríamos em vantagem. Mas a equipa do Sporting esteve melhor na segunda parte do que na primeira parte, ao contrário do que eu pensava. Temos menos horas de descanso, notou-se no Adrien e no William algum desgaste depois do jogo com o Benfica. Mas tivemos uma segunda parte melhor, com o Bryan Ruiz a dar mais equilíbrio e critério na posse, o Joel Cambpell rendeu mais do que tinha mostrado no primeiro tempo. Fizemos um golo bonito. Foi um jogo muito bem disputado, difícil, o árbitro também esteve bem. Estava a ver que não marcava a grande penalidade, parecia um golpe de karaté. Houve outro penálti do Amaral mas aí era na confusão, uma jogada na molhada, era difícil de ver. Não teve influência no resultado, ao contrário do que nos aconteceu no último jogo [frente ao Benfica] ".

Pouca rotação da equipa: "Neste jogo lancei os que achei que eram os melhores. Hesitei entre descansar o Adrien e o William mas acredito na superação deles, na alma do Adrien, e deixei-o até ao fim. Hoje achei que não era conveniente mexer em muitos jogadores. A equipa teve um rendimento razoável, dentro do que foi o jogo."

Fora da Europa, é mais importante estar no Jamor? "Jamor é uma final, é importante, nem sei como responder. Esperamos estar em finais. O facto de não estar nas competições europeias...toda a gente sabe que estamos fora da Europa, os adeptos do Sporting sabem disso. Claro que é importante estar na final no Jamor".

O Sporting regressou às vitórias esta quarta-feira com um triunfo sobre o Vitória de Setúbal por 1-0 em jogo a contar para os oitavos de final da Taça de Portugal. Bas Dost marcou o golo solitário a 10 minutos do apito final depois de uma primeira parte em que foram os guarda-redes de ambas equipas a brilhar.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.