Consciente de que o jogo de amanhã tem de dar a conhecer um Sporting mais inspirado do que aquele que se tem visto nos últimos encontros, Paulo Bento motivou os jogadores mas também não escondeu que a reponsabilidade do momento menos bom também é deles:

“Os jogadores têm mais qualidade do que têm demonstrado. Têm de se desinibir porque eles têm de conviver com a pressão permanente que significa jogar no Sporting.

Questionado se já pensou que pudesse ser ele o problema do Sporting e o responsável pelo mau momento, Paulo Bento respondeu que não e voltou a socorrer-se do vocabulário popular:

“Nunca há só um problema, mas eu também não sinto que seja o principal problema. Mas há uma coisa que eu já disse… Só me deito na cama que eu faço e não preciso que me assobiem para beber água.”

O treinador frisou que vai continuar o seu trabalho tranquilamente e disse mesmo que embora isso seja posto em causa, é hoje melhor treinador do que quando chegou ao Sporting.

Relativamente ao jogo de amanhã frente ao Penafiel, Paulo Bento volta a sentar-se no banco depois de cumprido um período de castigo e realçou que apesar do valor do adversário, o Sporting tem de se preocupar consigo.

“Temos de nos lembrar da nossa história nesta competição e de qual tem sido o nosso percurso nas últimas edições”, concluiu.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.