Depois de dois jogos sem vencer – com o Shaktar para a Liga dos Campeões e com o Benfica para o campeonato – o Sporting de Braga estreia-se na Taça de Portugal com uma vitória, ainda que magra, ante o 1º de Dezembro, da III Divisão, por 2-1.

Os três golos surgiram todos na primeira parte, com o Sporting de Braga a gerir o resultado no segundo tempo, altura em que a equipa da casa tentava levar o jogo para o prolongamento e evitar a eliminação da segunda mais importante prova nacional, querendo ser “o tomba-gigantes”. Mas faltou à equipa de Alberto Bastos Lopes discernimento na hora da finalização.

Frente a um adversário sem o seu poderio, o Sporting de Braga foi mais atacante na primeira parte, mas o 1º de Dezembro tentou a luta “corpo a corpo” e nãos e fechar na defesa. Curiosamente, os dois golos minhotos surgiram de lances de bola parada, com pouco diferença entre si.

Luís Aguiar foi o homem que esteve nos dois livres do Sporting de Braga que originaram os golos. Mas a fechar o primeiro tempo, uma falta do júnior Guilherme dentro da área, permitiu ao 1º de Dezembro reduzir.

A equipa de Domingos Paciência geriu, depois, o jogo, nem sempre com um futebol bonito, mas apostando na velocidade e maior técnica dos seus jogadores. No entanto, na segunda parte foi o 1º de Dezembro que esteve mais perto de empatar: aos 27 minutos, Tó Branco viu bem Ricardo Pereira ficar isolado, fez um passe longo, mas o avançado sintrense não conseguiu chegar à bola.

O Sporting de Braga segue em frente na Taça de Portugal.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.