Raphinha sublinhou que o Sporting foi um justo vencedor da Taça de Portugal mas se o FC Porto tivesse ganho, também seria justo. O jogador do Sporting fez um balanço positivo da época do Sporting que terminou com dois títulos conquistados e não poupou elogios a Bruno Fernandes.

"Entrámos com o intuito de vencer o jogo lutámos desde o primeiro minuto e concerteza esta vitória veio para presentear não só a partida como a época que nós fizemos. [A festa?] A festa não tem hora para acabar. Quem quiser chegar é só chegar que hoje tem festa", começou por dizer Raphinha na zona mista do Estádio Nacional do Jamor.

"Se fui com fé para a grande penalidade? Sem dúvida, tem de que ter fé. Se não tiver fé acho que é um pouco complicado. Muito treino, não só na semana como na época toda e nesse momento tem que estar com fé, tem de estar confiante para colocar a bola lá dentro", frisou o extremo brasileiro sobre a decisão do título através da grandes penalidades.

"Pessoalmente procuro sempre dar o meu melhor, não só nos jogos, mas também nos treinos. Acho que ninguém acreditava que chegássemos a uma final da Taça da Liga, a uma final da Taça de Portugal e que que ficássemos em terceiro lugar da liga. A maioria dos portugueses acreditava que nós íamos ficar entre os dez da liga, senão mais, e então nós sabemos o que nós passámos lá dentro e o quanto batalhámos para chegar a este momento e levantar este título", acrescentou Raphinha.

"[Supertaça contra o Benfica?] Vamos sempre a acabar a pensar nisso. Vamos estar preparados para esse jogo e vamos dar o nosso melhor como temos vindo a fazer ao longo desta época", disparou Raphinha sobre o primeiro jogo da próxima época frente ao Benfica na Supertaça Cândido de Oliveira.

"Eu vim para cá com o intuito de levantar muitos títulos, todos os que eu disputo eu procuro levantar e esse não foi diferente. Desde o começo do campeonato que procuramos levantar o título, infelizmente não ficámos em primeiro lugar no campeonato como gostaríamos, mas esta Taça da Liga e esta Taça de Portugal veio para coroar o nosso ano", disse ainda Raphinha.

"Se o Porto ganhasse não seria injusto, e se o Sporting ganhasse também não seria injusto. Foi um jogo muito bom para quem gosta de acompanhar o futebol e venceu aquele que falhou menos", sentenciou Raphinha antes de revelar o conteúdo de uma conversa com Bruno Fernandes antes da marcação das grandes penalidades.

"Claro que ficamos chateados por levar um golo ao minuto 120 e acaba por ficar um pouco nervoso, mas ele (Bruno Fernandes) falou para mim que nós ganharíamos e que eu iria marcar o golo do penálti. O melhor jogador do ano para mim foi o capitão do Sporting", sentenciou Raphinha.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.