"Falta apenas definir o controlo de alguns acessos e o número de militares e seguranças privados", explicou o presidente da Oliveirense, que apela a que todos os adeptos do clube sejam "ordeiros".

Na visita ao recinto do jogo, o delegado de segurança do FC Porto queixou-se do estado do relvado, mas o presidente da Oliveirense espera melhorias.

"A partir de quarta-feira é esperado bom tempo e o relvado ficará recuperado para sábado", afirmou, adiantando que ao longo destes dias estará uma empresa a tratar do campo.

Para o encontro serão destacados entre 70 e 100 militares da GNR. Estão também previstos cortes nas estradas junto ao estádio, a partir das 11h00 e até duas horas depois do final do jogo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.