No estádio Municipal de Braga, foram precisos 90 minutos regulamentares, mais 30 de prolongamento e 18 penalties para se conhecer o terceiro semifinalista.
O Sporting de Braga partia como favorito para esta partida dos quartos de final, pelo seu estatuto de líder da Liga e por jogar em casa, mas o Rio Ave, confirmando o excelente campeonato que está a fazer, foi um "osso duro de roer".

A equipa minhota não pôde contar com Vandinho e Mossoró, castigados pela Comissão Disciplinar da Liga, respectivamente com três meses de suspensão e três jogos, e Domingos Paciência lançou os reforços de inverno Luís Aguiar e Renteria, dois regressos ao clube.

Ironia do destino, foram dois dos jogadores que falharam a marcação das respectivas grandes penalidades, Luís Aguiar a abrir, e Renteria na 14.ª, embora o último a comprometer tivesse sido o defesa central Rodriguez ao chutar para fora.

De resto, o Sporting de Braga podia ter resolvido a questão a seu favor em duas situações, quando Hugo Viana foi marcar e rematou por cima da barra no 12.º penálti e no já mencionado castigo máximo executado por Renteria.

A ronda encerra quinta-feira, quando o Paços de Ferreira, 11.º do campeonato e finalista vencido da edição da época passada, receber o Desportivo de Chaves, o único representante da Liga de Honra.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.