Depois da derrota do Sporting no clássico da Taça de Portugal, Rúben Amorim chegou à conferência de imprensa insatisfeito e abordou o momento tenso com Sérgio Conceição após o apito final.

"Este ano até estou mais calmo, mas há dias que fica mais difícil. Eu achei bastante irónico o Porro ter levado cartão amarelo por simulação e o banco do FC Porto estava a aplaudir. Foi só isso que eu disse ao treinador do FC Porto. Estava zangado por perder, ele contente por ganhar. Mas nunca escondi isto, nunca fui santo, nunca vou ser e há coisas bem piores no futebol português", disse o treinador do Sporting, esclarecendo ainda: "Nesta situação fui eu o culpado, eu é que perdi. Tenho de melhorar".

Anteriormente, na flash interview da Sport TV, Matheus Nunes mostrou-se confiante para a segunda mão, em abril, no Estádio do Dragão.

"A confiança é a mesma, o trabalho vai manter-se igual, nada vai mudar por causa de uma derrota. Da mesma forma que eles ganharam aqui, nós também podemos ganhar lá, conseguimos demonstrar isso no campeonato. Independentemente do resultado, a nossa vontade seria sempre vencer na segunda mão".

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.