O treinador do Benfica, Rui Vitória, admitiu que apesar da vitória (2-1) o Benfica esteve longe do seu melhor no encontro com o 1º Dezembro, referente à terceira eliminatória da Taça de Portugal.

"Acima de tudo tenho que dar mérito ao 1º Dezembro pela forma como se bateu. Não foi um jogo bem conseguido da nossa parte e temos capacidade para fazer mais", disse o técnico à Sport TV.

Sobre as mudanças na equipa, o técnico realçou que estas são as oportunidades ideais para os jogadores se mostrarem.

"Os jogadores têm que agarrar estas oportunidades. O jogo parecia que se ia tornar fácil. Depois de fazer o golo, cometemos um erro, mas há de haver momentos em que esses jogadores [Zivkovic e outros] terão outras oportundades", referiu.

A respeito da saída de Carrillo ao intervalo, o treinador explicou que o intuito era fazer alterações no processo ofensivo.

"Era fundamental criar mais dinâmicas. O Guedes acrescentou um jogo mais interior, que libertou os corredores, e acabámos por ganhar. É evidente que não vou individualizar".

"Vamos agora pensar no jogo com o Dínamo [Kiev]. Qualquer que seja a equipa, vai dar conta do recado. Não vai ser um jogo fácil, mas arranjaremos as soluções", assegurou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.