Após a eliminação da Taça de Portugal, o treinador do Belenenses utilizou, várias vezes, a palavra “injustiça”.

“Grande injustiça, foi um resultado nada justo. Não entrámos com o alerta máximo que tinha feito para a equipa do Portimonense. Na primeira parte não conseguimos jogar o que queríamos nem fomos agressivos o suficiente. Assim foi também permitido pelo árbitro, sofremos muitas entradas duras e fomos muito penalizados nesse aspeto. Não me parece que o Portimonense merecesse ir para o intervalo a ganhar por 2-0: aceitava o empate porque também não jogámos o suficiente. Foi uma grande injustiça”, disse Ricardo Sá Pinto, em declarações à Sport TV no final do encontro.

“O nosso objetivo já foi conseguido e superado. Agora vamos ser competitivos e sérios, vamos acreditar num bom resultado. Queremos ganhar todos os jogos”, acrescentou.

O Portimonense, II Liga de futebol, causou hoje a primeira surpresa da quarta eliminatória da Taça de Portugal, ao receber e bater o Belenenses, I Liga, por 3-2.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.