O Benfica venceu hoje o Rio Ave por 2-0, no Estádio dos Arcos, em jogo de atraso dos quartos de final da Taça de Portugal. Cardozo bisou para os encarnados, sendo um dos golos apontado através de grande penalidade.

No primeiro tempo o Benfica saiu a ganhar mas teve de suar no Estádio dos Arcos. Os vila-condenses deram luta numa 1ª parte em que foram assinaladas três grandes penalidades, duas a favor do Benfica e uma a favor do Rio Ave.

No 2º tempo quase não houve Rio Ave e foi desperdiçada mais uma grande penalidade, a quarta no total.

A primeira situação de golo foi do Rio Ave logo aos 2' mas o cruzamento de Tiago Pinto não foi além das mãos de Júlio César.

Aos 8´ da partida, com o árbitro João Ferreira a assinalar grande penalidade, o Rio Ave desperdiçou uma oportunidade para ficar à frente do marcador. Fábio Coentrão fez falta sobre João Tomás, que, de remate rasteiro, não conseguiu fazer o 1-0 para os vila-condenses.

Despertado pelo susto, o Benfica teve a primeira oportunidade de golo aos 11' mas a bola foi parar às mãos de Mário Felgueiras. Num livre assinalado a favor do Benfica aos 22' , David Luiz não conseguiu fazer mais do que enviar a bola para a cabeça de um jogador da barreira. Apesar das várias situações de perigo criadas pelos encarnados, a defesa do Rio Ave estava imparável.

Uma grande penalidade aos 36' acordou novamente o jogo e a plateia . Desta vez, do lado dos encarnados, Cardozo desperdiçou a oportunidade de pôr o Benfica à frente do marcador, com Mário Felgueiras a agarrar a bola com segurança.

Aos 42' , João Ferreira assinalou nova grande penalidade a favor do Benfica e, desta vez, Cardozo não desperdiçou a oportunidade. O Benfica passou assim para a frente do marcador, já quase a terminar a 1ª parte.

Na 2ª parte, um Benfica mais aguerrido entrou a dominar o jogo. Ao minuto 53' Fábio Coentrão faz rasar a trave pondo o adeptos do Rio Ave a suspirar de alívio.

A partir daqui o Benfica tentou chegar ao golo várias vezes sem sucesso. Aos 57' Aimar cobrou um livre que foi desviado sem problemas para Mário Felgueiras. Aos 60´ Gaitan ganhou espaço na área mas rematou para cima.

Aos 64' Mário Felgueiras largou a bola e quase marcou na própria baliza, para sofrimento dos adeptos vila-condenses. Aos 73' Saviola rematou de pé esquerdo mas a bola bate no poste da baliza de Mário Felgueiras.

Aos 75' João Ferreira assinalou mais uma grande penalidade a favor dos encarnados, a 4ª do jogo. David Luiz, num sinal de que estará de saída, é chamado a converter mas atira por cima.

Aos 81'Júlio César evitou o empate com uma grande defesa num remate cruzado de Bruno Gama.

Aos 87' minutos Cardozo fez o 2-0 para o Benfica e os adeptos começaram a abandonar o Estádio dos Arcos. O paraguaio rematou em direcção a Mário Felgueiras, mas Tarantini desviou com a cabeça e a bola foi mesmo parar ao fundo da baliza.

Sem surpresas, o Benfica passa assim às meias finais da Taça de Potugal e defronta o FC Porto no dia 2 de fevereiro no Dragão, em jogo de primeira mão das meias-finais da competição.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.