O Moreirense passou aos quartos de final da Taça de Portugal, ao vencer o Santa Clara em jogo marcado pelos penáltis e reviravoltas, que teve mesmo de ser decidido na lotaria dos penáltis.

Rashid inaugurou o marcador muito cedo (6 minutos) de penálti, mas depois desperdiçou oportunidade igual aos 15. Tozé (34) e Mohamed Abarhoun (53) protagonizaram a reviravolta, mas, nos descontos, Thiago Santana conquistou a ida a prolongamento, graças a um falhanço do guardião da casa.

O Moreirense também podia arrumado a questão aos 108 minutos, mas Marco defendeu um penálti apontado por Tozé. E no desempate por penáltis, com um penálti falhado contra dois, a vitória acabou por sorrir aos minhotos.

Num jogo entre equipas de escalões diferentes, mas também a passar por realidades completivas praticamente opostas, uma vez que se o Santa Clara se assume como candidato à subida de divisão na 2.ª Liga, já o Moreirense é aflito no principal escalão do futebol português, a equipa dos Açores entrou praticamente a ganhar, soube impor-se, mas teve pela frente um conjunto que usou de muita frieza para conseguir a vitória.

Rashid marcou o 1-0 de grande penalidade a castigar falta de Hichem sobre Clemente aos seis minutos. O Moreirense procurou reagir à desvantagem, mas voltou a ser a equipa açoriana a beneficiar de outra oportunidade flagrante com nova grande penalidade, desta feita a castigar falta de Koffi sobre Kaio, mas desta vez Jhonatan defendeu o pontapé de Rashid (16 minutos).

A equipa minhota despertou finalmente e começou a aproximar-se da baliza do Santa Clara com mais convicção e o golo do empate surgiu a pouco mais de dez minutos do intervalo, aos 34, por intermédio de Tozé, que rematou forte mas ainda viu a bola tabelar em Vítor Alves.

Na segunda parte - de um jogo que nem sempre foi disputado com beleza, mas foi interessante no que respeita a transições rápidas e agressividade no remate -, o Moreirense carimbou a reviravolta no marcador com um golo de Mohamed Abarhoun, aos 53 minutos, após livre cobrado à esquerda por Rúben Lima.

O conjunto orientado por Sérgio Vieira tentou gerir o resultado, mas perdeu acutilância, colocando-se à mercê das investidas da equipa de Carlos Pinto, que foi ganhando caudal ofensivo e, depois de atirar ao poste aos 85 minutos por Pineda, conseguiu mesmo o empate no primeiro minuto de descontos.

O 2-2 que obrigou a prolongamento tem Jhonatan como protagonista, mas pela negativa. O guardião tentou jogar a bola de cabeça fora da área, numa altura em que o lance parecia controlado pela defesa vimaranense, que acabou por se atrapalhar e permitir que Thiago Santana fizesse o golo do empate.

No prolongamento, depois de uma primeira parte pouco esclarecida e muito jogada a meio campo, Tozé desperdiçou uma oportunidade soberana para fazer o 3-2 e 'matar' o jogo, permitindo que Marco defendesse uma grande penalidade que castigava falta sobre Mohamed por Vítor Alves, que acabou expulso (108 minutos).

No desempate por penáltis, levou a melhor o Moreirense, ao concretizar seis face a cinco dos insulares, que acabaram por perder o jogo quando Diogo Santos rematou por cima, depois de Jhonatan ter feito frente a Marcelo, copiando Marco, que também se tinha imposto perante Rúben Lima.

Jogo disputado no Estádio Comendador Joaquim de Almeida Freitas, em Moreira de Cónegos, Guimarães.

Moreirense - Santa Clara, 2-2 (6-5 gp).

Ao intervalo: 1-1.

No final do tempo regulamentar: 2-2.

No final da primeira parte do prolongamento: 2-2.

No final do prolongamento: 2-2.

Marcadores:

0-1, Rashid, 6 minutos (penálti).

1-1, Tozé, 34.

2-1, Mohamed Abarhoun, 53.

2-2, Thiago Santana, 90+1.

Marcadores nos penáltis:

0-0, Rúben Lima (guarda-redes defende).

0-1, Rashid.

1-1, Tozé.

1-2, Fernando.

2-2, Hichem.

2-3, Thiago Santana.

3-3, Arsénio.

3-4, João Reis.

4-4, Neto.

4-4, Marcelo (guarda-redes defende).

5-4, Bilel.

5-5, João Pedro.

6-5, Mohamed Abarhoun.

6-5, Diogo Santos (por cima).

Equipas:

Moreirense: Jhonatan, Koffi (Sagna, 46), Hichem, Mohamed Abarhoun, Rúben Lima, Alfa Semedo, Neto, Bruno Ramires (Arsénio, 82), Zizo (Bilel, 75), Ronaldo Peña e Tozé.

(Suplentes: Felipe, Iago, Alan Schons, Bilel, Arsénio, Cadiz e Sagna).

Treinador: Sérgio Vieira.

Santa Clara: Marco, João Pedro, Vítor Alves, Marcelo Oliveira, Igor, Diogo Santos, Kaio (João Reis, 71), Rashid, Burke (Fernando, 57), Clemente (Thiago Santana, 57) e Pineda.

(Suplentes: Rodolfo, Accioly, Pacheco, Thiago Santana, João Reis, Dani Coelho e Fernando).

Treinador: Carlos Pinto.

Árbitro: Luís Godinho (AF Évora).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Hichem (05), Koffi (15), Zizo (55), Vítor Alves (64 e 108), Diogo Santos (79) e João Pedro (96). Cartão vermelho, por acumulação de amarelos, para Vítor Alves (108).

Assistência: 444 espetadores.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.