O sorteio da Taça de Portugal ditou hoje um confronto entre o Mafra, da II Divisão Zona Sul, e o Sporting, provavelmente a 20 de Janeiro, em Alvalade, nos "oitavos" da competição.

"É um momento de satisfação plena, mas também de grande responsabilidade. Defrontar o Sporting exige de nós um forte sentido de responsabilidade. Há em nós um grande orgulho e queremos muito dignificar a instituição que representamos", disse Filipe Moreira, à Agência Lusa.

Filipe Moreira explicou que a parte financeira é importante para o Mafra, mas também salientou que a "imagem" do clube será reforçada no plano desportivo, por estar neste patamar da Taça de Portugal.

"A obrigação de vencer está toda do lado do Sporting. Mas a Taça é magia e, numa competição a um só jogo, tudo pode acontecer. O Mafra gostaria de ser a equipa sensação da Taça e o futebol português, nos últimos anos, está cheio de casos de clubes mais pequenos que afastam grandes", acrescentou.

O treinador do quinto classificado da II Divisão Zona Sul disse que os jogadores do Mafra vão apresentar um "quadro motivacional" superior aos do Sporting e explicou ir estudar "da melhor forma" a formação agora orientada por Carlos Carvalhal.

O Mafra afastou na ronda anterior o União da Madeira, num encontro marcado pela entrada em relvado dos jogadores do Oeste com máscaras cirúrgicas, em alusão a vários casos de gripe A no plantel.

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) não permitiu que o Mafra adiasse o encontro.

"Este jogo com o Sporting é um presente de Natal muito grande e merecido para o presidente do Mafra, José Cristo. É um prémio de carreira para um homem que tem envolvido a sua vida profissional e pessoal na paixão que tem pelo clube", disse.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.