O Tondela venceu hoje o Torreense por 4-2, no desempate por penáltis, após um empate a uma bola nos 120 minutos, e garantiu a passagem aos oitavos de final da Taça de Portugal em futebol, em Torres Vedras.

Num duelo entre equipas da II Liga, Sebastián Guzman inaugurou o marcador aos 46 minutos, e Roberto empatou para os tondelenses na conversão de uma grande penalidade, aos 69.

O jogo acabaria por ser decidido na marca dos 11 metros, com os forasteiros a serem mais eficazes, ao converter com sucesso quatro tentativas, ao passo que o emblema de Torres Vedras finalizou apenas duas, esbarrando outras tantas no guarda-redes.

A formação do Tondela entrou melhor, assumindo maior controlo dos acontecimentos e obrigando os ‘azuis grená’ a jogarem em zona defensiva.

Contudo, foi preciso esperar 30 minutos para surgir a primeira grande oportunidade: Patrick Fernandes antecipou-se a Ricardo Alves na zona do meio-campo, galgou vários metros isolado, mas, só com Leo Navacchio pela frente, atirou muito por cima.

A entrada na etapa complementar, todavia, não podia ter sido melhor para a formação do Oeste.

Logo nos instantes iniciais, o médio Sebastián Guzman surgiu em zona avançada no terreno e, à entrada da área, ‘disparou’ para o golo, com o remate a ser desviado por um defesa tondelense e a ‘trair’ o guarda-redes Leo Navacchio.

Aos 58 minutos, Pipe Goméz esteve muito próximo de dilatar a vantagem, mas, desta vez, o guarda-redes forasteiro, com uma grande intervenção, afastou o perigo.

Pouco depois, Tozé Marreco promoveu duas mexidas que agitaram o jogo.

Rui Gomes, recém-entrado, ameaçou o golo, com um remate cruzado, e, logo de seguida, António Xavier permitiu uma grande defesa a Carlos Henriques num lance em que tinha tudo para marcar.

No entanto, na sequência da jogada, o Tondela viria a beneficiar de uma grande penalidade, que Roberto converteu, igualando o marcador, aos 69 minutos.

Já em período de compensação, o jogo ganhou ânimo.

Primeiro por Luan Farias, que após uma bela jogada individual atirou pouco ao lado do poste esquerdo de Carlos Henriques, e, logo depois, por Juan Balanta, que, também de fora da área, esteve muito próximo de decidir a eliminatória.

A partida seguiu para prolongamento, no qual o principal destaque foi o facto de o Torreense ter ficado reduzido a 10 elementos, fruto da expulsão de David Tavares, alegadamente por palavras, ele que tinha entrado na partida dois minutos antes.

No desempate por grandes penalidades, foi mais forte o Tondela, que converteu quatro tentativas, enquanto o Torreense marcou com sucesso apenas duas, com o guarda-redes Leo Navacchio, que reencontrou a equipa pela qual alinhou na época anterior, a assumir papel de protagonista, ao defender os intentos de Joãozinho e Nuno Campos.

Ficha de jogo

Jogo no Estádio Manuel Marques, em Torres Vedras.

Torreense — Tondela, 1-1 após prolongamento, 2-4 no desempate por grandes penalidades.

Ao intervalo: 0-0.

No final do tempo regulamentar: 1-1.

No final da primeira parte do prolongamento: 1-1.

Marcadores:

1-0, Sebastián Guzman, 46 minutos.

1-1, Roberto, 69.

Marcadores nos desempates por grandes penalidades:

0-1, Abdoulaye Ba.

1-1, Welthon.

1-1, André Ceitil (defesa de Carlos Henriques).

2-1, Jorge Correa.

2-2, Rui Gomes.

2-2, Joãozinho (defesa de Leo Navacchio)

2-3, Pedro Maranhão.

2-3, Nuno Campos (defesa de Leo Navacchio).

2-4, Daniel dos Anjos.

Equipas:

– Torreense: Carlos Henriques, João Afonso, Marvin Elimbi, Rodrigo Borges, Nuno Campos, Sebastián Guzman (David Tavares, 106), Neneco Renteria (Juan Balanta, 75), Simãozinho (Joãozinho, 91), Benny (Welthon, 69), Patrick Fernandes (Jorge Correa, 69) e Pipe Goméz (André Rodrigues, 81).

(Suplentes: Ricardo Fernandes, Joãozinho, Fran González, Jonny Arriba, Juan Balanta, David Tavares, Jorge Correa, André Rodrigues e Welthon).

Treinador: Rui Ferreira.

– Tondela: Leo Navacchio, Lucas Barros, Ricardo Alves, Abdoulaye Ba, Bebeto (Tiago Almeida, 88), Hélder Tavares, Cícero Alves (Rui Gomes, 63), António Xavier (André Ceitil, 82), Costinha (Yaya Sithole, 63), Luan Farias (Pedro Maranhão, 100) e Roberto (Daniel dos Anjos, 88).

(Suplentes: Ricardo Silva, Jota Gonçalves, André Ceitil, Daniel dos Anjos, Rui Gomes, Yaya Sithole, Luís Rocha, Tiago Almeida e Pedro Maranhão).

Treinador: Tozé Marreco.

Árbitro: Pedro Ramalho (AF Évora).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Pipe Goméz (67), Juan Balanta (86), André Ceitil (93), David Tavares (107), Marvin Elimbi (109) e Yaya Sithole (118). Cartão vermelho direto para David Tavares (108).

Assistência: 1.131 espetadores.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.