Vítor Oliveira confessa que não queria apanhar o FC Porto na 4.ª eliminatória da Taça de Portugal. O treinador do Portimonense confessa que queria outro sorteio, com "uma equipa mais acessível, de preferência em casa".

"Não era o sorteio que desejávamos, mas os sorteios dão o que dão e teremos que jogar com o FC Porto no Estádio do Dragão. Iremos defrontar um dos grandes candidatos ao triunfo na Taça de Portugal e que, ainda para mais em sua casa, é notoriamente favorito", comentou.

Apesar do sorteio desfavorável, o técnico do Portimonense acredita que a sua equipa pode eliminar os azuis-e-brancos em pleno Dragão.

"A Taça de Portugal é fértil em surpresas, acontecem muitas vezes resultados inesperados nesta prova, e vamos apostar nas poucas possibilidades que temos. Posso garantir que nos apresentaremos no Dragão sem medo e dispostos a jogar o jogo pelo jogo, procurando espreitar esse fator surpresa. Queremos fazer boa figura, sabendo que nos espera uma tarefa particularmente difícil", atirou.

Os três ‘grandes’ vão jogar em casa a quarta eliminatória da Taça de Portugal em futebol, mas, enquanto o Benfica e o FC Porto receberão equipas da I Liga, o Sporting defrontará o ‘secundário’ Famalicão.

Os ‘leões’ foram duplamente afortunados no sorteio realizado hoje, na sede da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), em Oeiras, uma vez que o Benfica, detentor do troféu, vai receber o Vitória de Setúbal e o rival portuense defrontará o Portimonense, ambos do escalão principal.

O histórico de confrontos entre o FC Porto, líder da I Liga, e o Portimonense, 14.º posicionado, é menos extenso e muito mais favorável aos ‘dragões’, que se impuseram-se nos dois embates anteriores, por 13-1, em 1956, e 2-0, em 1985.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.